Claros Sinais de Loucura, Karen Harrington

escrito por ♡ novembro 03, 2017

   Título: Claros Sinais de Loucura
   Autora: Karen Harrington
   Editora: Intrinseca
   Número de páginas: 256
   Ano de publicação: 2014
   Para comprar: (R$ 29,90 + Amazon)
   CLASSIFICAÇÃO: 

SINOPSE: Você nunca conheceu ninguém como Sarah Nelson. Enquanto a maioria dos amigos adora Harry Potter, ela passa o tempo escrevendo cartas para Atticus Finch, o advogado de O sol é para todos. Coleciona palavras-problema em um diário, tem uma planta como melhor amiga e vive tentando achar em si mesma sinais de que está ficando louca. Não é à toa: a mãe tentou afogá-la e ao irmão quando eles tinham apenas dois anos, e desde então mora em uma instituição psiquiátrica. O pai, professor, tornou-se alcoólatra. Fugindo da notoriedade do crime, ele e Sarah já se mudaram de diversas cidades, e a menina jamais se sentiu em casa em nenhuma delas. Mas a vida não pode ser só de preocupações, e, entre uma descoberta e outra, Sarah vai perceber que seu verão tem tudo para ser muito mais. Bem como seu futuro.

Sarah Nelson é uma garota de apenas 12 anos, mas tem uma mentalidade muito mais desenvolvida do que a de uma garota normal. Por ter lido tantos livros em sua vida e por ter passado por uma situação muito difícil em sua família.

Quando tinha dois anos, sua mãe encheu a pia da cozinha de água e tentou afogar Sarah e seu irmão gêmeo Simon, infelizmente, Jane Nelson matou seu filho e Sarah sobreviveu ao ataque de loucura da mãe.

Jane foi julgada e passou a cumprir sua pena em um hospital, o pai de Sarah, Tom, também acabou sendo julgado, por ter deixado Jane sozinha com as crianças, o livro não nos mostra como foi o julgamento dos dois, mas deixa a entender que Tom foi absolvido, já que criou Sarah sozinho. Entretanto Tom se torna um alcoólatra, apesar de exercer a profissão de professor, sempre que estava em casa bebia.

O livro começa no aniversário de 12 anos de Sarah, e quando ela recebe uma cartinha de sua mãe.

“Feliz aniversário Sarah. Como você está?Doze anos é uma idade maravilhosa. Por favor, me mande fotos do seu novo eu. Com amor Jane Mamãe”
Foto: Livros Que Li.
Para Sarah, as cartas de sua mãe fazem parte de um pequeno lugar em seu coração que sente falta de uma mãe. Durante todos estes anos, Sarah sempre imaginou como seria ter uma mãe normal, e como seria seu irmão gêmeo se estivesse vivo.

Ela acaba conversando com seu irmão, às vezes, em frente ao espelho, também conversa com a Planta, uma plantinha que fica em um vazo e Sarah leva para todos os lugares da casa.

Uma peculiaridade de Sarah é que ela mantém dois diários, o primeiro é o disfarce, onde ela escreve qualquer coisa normal e aleatória e deixa a visão para que seu pai possa ver, e o segundo é o diário de verdade, onde ela escreve o que realmente sente, e esconde.

Somos apresentados a uma personagem cheia de singularidades, e além de escrever em seus diários, Sarah escreve cartas a Atticus Finch, um advogado fictício, personagem do livro O Sol é Para Todos.

Mais uma característica interessante da personagem é o fato de ela ter estudado um dicionário, e toda vez que alguém cita uma palavra, ela tenta buscar em sua mente o significado da mesma, ou no dicionário mesmo.

“Tudo isso por causa da emboscada. Eu procuro no dicionário e vejo que é uma palavra interessante. Emboscada s.m. espera às escondidas para um ataque surpresa; traição, mentira, cilada.”

Sarah é uma pessoa muito pensativa, e o livro ganhou este título por causa de um grande medo dela: Será que ela poderia ser louca, como sua mãe?

Durante o livro, diversas ações de Sarah são analisadas por ela mesma, com o objetivo de identificar os Claros Sinais de Loucura.

Apesar de ter uma mente muito pensativa, Sarah ainda tem atitudes e pensamentos de uma menina de sua idade, como por exemplo, dar um primeiro beijo, se apaixonar, se livrar de coisas da cor rosa por já ter crescido e também o fato de não aguentar mais seu pai alcoólatra e ter vontade de conversar com sua mãe.

A mente de Sarah é algo muito surpreendente, há momentos no livro que podemos ver o quando ela é inteligente, ou esperta.

“Antes que o diretor viesse me procurar, escrevi mentiras sobre Gina na parede do banheiro. Fiz com a mão esquerda, para que parecesse a letra de um maníaco”
Foto: Livros Que Li.

MINHA OPINIÃO

Eu nem sei como dizer o quanto gostei deste livro! Estava lendo outro livro quando este livro chegou, ganhei ele no sorteio de um blog e pelo título pensei que seria o tipo de livro meio psicótico, mas não é nada disso, acabei me identificando com os pensamentos de Sarah.

A autora nos apresenta alguém como todos nós, cheio de pensamentos! E o livro é praticamente 80 ou 90% pensamentos da Sarah, são poucos os momentos em que há bastante diálogos.

O livro é todo contado em primeira pessoa por Sarah, o que me deixou bem feliz, pois eu amo livros em primeira pessoa.

Apesar de o enredo ser pouco, e se passar apenas nas férias de verão da personagem, o conteúdo foi o suficiente para eu me apaixonar por todo o mundo criado pela autora. Acredito também que as frases de Sarah são bem reflexivas e dariam aqueles tipo de frases bem tumblr sabe?

“Também sou um livro não lido. Estou esperado para saber o que acontecerá comigo”

Gostei tanto do estilo da escrita de Karen, que foi atrás de mais livros dela no Google, e me decepcionei com a pesquisa, o único livro traduzido dela é Claros Sinais de Loucura! Ela tem mais livros, mas todos em inglês e pasmem... existe um livro anterior a este que conta a história da mãe de Sarah, Jane.

Mas gostei tanto do livro que estou pensando seriamente em comprar o livro da Jane, em inglês mesmo, apesar de ter só o inglês intermediário rsrs eu já fiz isso uma vez! Com a trilogia “Never Never”, pois só depois que li os dois livros eu soube que o terceiro ainda não havia sido traduzido! Pois fui lá e li o terceiro em inglês mesmo, pesquisando várias palavras no Google! Rs

Indico muito este livro! Pois é um livro bastante especial, e fico muito feliz por ser um livro, pois posso guardar esta história com muito carinho. Sabe quando você gosta de alguém e quer guardar essa pessoa em um potinho? Então, com livros a gente pode fazer isso e amo poder fazer isso com Claros Sinais de Loucura. 

Você também pode gostar de:

19 comentário(s)

  1. Muito legal. Adorei as passagens citadas, achei pesadas. Elas concordam bem com o que você falou, da obra ser a grande parte do tempo sobre o pensamento da narradora. E narrador em primeira pessoa é tudo de bom: é um narrador que não se pode confiar ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem lembrado Lucas! Não podemos confiar no narrador, mas eu confiei rsrs #medo

      Excluir
  2. Olá, Jéssica.
    Quando comecei ler a resenha, também imaginei que o livro seria meio psicótico, mas conforme fui avançando os parágrafos, percebi o quão agradável ele pode ser. Até mesmo pela resenha podemos nos envolver com Sarah, e tentar entendê-la de alguma forma. Com certeza irei procurar para ler depois!

    Beijão
    https://cantinhodaescritaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lídia! Procure sim! É um livro muito gostoso

      Excluir
  3. ola, tudo bom?
    Eu gostei muita da resenha, achei o livro super forte e nunca li nada parecido.
    Mas acho que seria muito bom entender melhor a historia da Sarah e tudo que aconteceu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacke! Tudo bem e vc?
      É verdade, durante a leitura dá muita vontade de entender melhor o passado dela e da mãe.

      Excluir
  4. pela sua resenha eu amei o livro
    e confesso que olhei o titulo e pensei a mesma coisa
    mais eu percebi que Sarah e doce e apesar de tudo ainda consegue amar a mãe
    fiquei bem curiosa pra conferir mais ,vou já ler esse livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, achei isso bem diferente... Ela sente falta da mãe que tentou mata-la.

      Excluir
  5. Olá
    Já faz um bom tempo que tenho vontade conhecer esse livro e não sei porque ainda não fiz a leitura. Parece ser um livro de certa forma complexo, eu acho bem legal quando um autor consegue explorar de forma profunda a mente de seus protagonistas por isso acho que posso gosta bastante desse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniele! Leia sim, garanto que não vai se arrepender!

      Excluir
  6. Nossa, que história forte, parece ter vários elementos que vão envolvendo o leitor.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  7. Não imaginava que este livro fosse tão incrível. Amei sua resenha e fiquei cheia de vontade de ler a história da Sarah e entender esta mente.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! É realmente muito incrível!

      Excluir
  8. Oi Jéssica!!
    Cara, eu nunca tinha ouvido falar desse livro até ler sua resenha. Eu simplesmente quero ele pra ontem. Em Passarinha a menina também cita várias vezes os personagens de O Sol é para todos.
    Obrigada pela dica!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii !!
      kkk você não vai se arrepender viu... é muito gostoso ler ele. Eu fiquei bem curiosa para ler O Sol é para todos!

      Excluir
  9. Nossa eu amei ler essa sinopse, já quero muito ler o livro.Ele nos mostra como as atitudes dos pais refletem atraves dos filhos. É bem nítido o medo que Sarah tem de ser louca como a mãe, pois afinal está quase a matou, no fundo ela deve pensar "será que eu também faria isso".. nossa, como já disse quero muito ler esse livro !! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! É muito legal ver os pensamentos de uma menina como Sarah, que passou pelo que ela passou! Você não vai se arrepender de ler 😘

      Excluir
  10. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro mas adorei conhecer. So o titulo já chamou tanto a minha atenção! :)

    Ainda bem que apreciaste tanto a escrita da autora. E tanto do livro que queres comprar a versão inglesa do da jane...! Eu também vou procurando algumas palavras ao Google XDD

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir