Amada Imortal, Cate Tiernan #1

escrito por ♡ outubro 21, 2017
Título: Amada Imortal (trilogia Amada Imortal, livro 1) 
Autora: Cate Tiernan
Editora: Galera Record
Número de páginas: 280
Ano de publicação: 2012
Para comprar: (R$ 28,90 | Amazon)
CLASSIFICAÇÃO: 

SINOPSE: Primeiro livro da bem-sucedida trilogia. mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de uma jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama protagonizada pela imortal Nastasya.
Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro.

Conexão Hirsch, Carlos Romero Carneiro

escrito por ♡ outubro 19, 2017
Título: Conexão Hirsch
Autor: Carlos Romero Carneiro
Editora: Penalux
Lançamento: 2017
Número de páginas: 152

CLASSIFICAÇÃO: 

Sinopse: Você já teve uma sensação estranha ao caminhar por uma antiga rua ou adentrar um casarão em ruínas? Foi acometido pelo mal-estar ao tocar uma fotografia velha ou ter um objeto nas mãos? Gabriel experimentava as mesmas sensações e tornou-se obcecado em absorver os fluidos confinados em Capituva. Tudo não passava de intuição, até conhecer um homem que mudaria para sempre a sua vida. Através dos ensinamentos de Amarante, o jornalista desvendaria as técnicas de absorção do passado e teria acesso a centenas de histórias escondidas ao seu redor. O encontro improvável com um judeu russo, entretanto, colocaria a sua vida em risco. Que relação haveria entre o protagonista e uma criança morta há mais de meio século? Mistérios, devaneios e uma certeza: é impossível abandonar o livro antes da última linha.

Top Ten Tuesday: 10 livros que adicionei recentemente à minha lista

escrito por ♡ outubro 17, 2017

Comecinho de semana bem agitado, as obrigações já se mostram pelo caminho, mas eu não poderia deixar de vir aqui com essa TAG/meme super legal. Chama-se Top Ten Tuesday e funciona basicamente assim: é um meme semanal, então toda semana (especificamente, na terça-feira) eu vou trazer minhas respostas para o tema proposto. O tema, geralmente, é ligado ao meio literário. São listas e mais listas com ideias super geniais que facilitam a nossa troca de figurinhas na blogosfera. Eu amo criar listas, tenho o famoso Listography, mas eu achei uma boa ideia compartilhar com vocês um pouco mais sobre minhas preferências literárias. O meme foi criado por um blog amorzinho chamado The Broke and The Bookish, vale a pena conferir. 

Sem mais, eu escolhi responder a Top Ten Books I've Recently Added To My TBR List ou 10 livros que eu adicionei recentemente à minha lista. Todos são livros lançados recentemente e que, ao ler algumas resenhas, eu fiquei bastante curiosa para conhecê-los.

Arakawa Under the Bridge, Hikaru Nakamura

escrito por ♡ outubro 14, 2017
Título: Arakawa Under the Bridge #1
Autor (a): Hikaru Nakamura
Editora: Panini Comics – Planet Mangá
Ano: 2016
Páginas: 180

SOBRE O QUE É: Kou Ichinomiya é um cara com uma vida super bem sucedida, ele consegue as coisas com o suor do seu trabalho e um dos grandes lemas que seu pai o passou é nunca ter dívidas com ninguém, ou seja, nunca pedir favores. Ele é o herdeiro da grande empresa de família (conhecida mundialmente) e ele tem, mais do que nunca, que levar as coisas a sério e manter a sua reputação brilhante. O lema é tão levado a sério, que ele agora vive em sua casa sozinho, sem depender nem de empregados nem outra pessoa para pagar seus estudos. Ah, e ele usa uma gravata com o dizer "nunca deva nada a ninguém".

Porém, uma coisa tinha que dar errado, não é? E o que acontece é que ele está em uma ponte, pensando sobre como sua vida é maravilhosa, até que crianças passam e tiram suas calças (sim, crianças malvadas) e penduram numa das colunas de ferro. Agora, o desventurado Kou terá que escalar aquele negócio e pegar as benditas calças de volta. O bom disso tudo é que não tem ninguém para vê-lo, o local está bem vazio e esse parece ser o momento perfeito para ele pegá-las. Só que não. 

{ Filme } Medianeras: Buenos Aires da Era do Amor Virtual

escrito por ♡ outubro 11, 2017

Aqui vai uma dica de cinema argentino: Medianeras. O filme nos traz o cotidiano de Martin e Mariana, duas pessoas que vivem próximas, mas ao mesmo tempo distantes. Eles vivem na mesma rua e em prédios vizinhos, ambos andam pelos mesmos lugares, praticam o mesmo esporte, mas nunca se conheceram. 

Martin é um cara que faz sites, um web designer que prefere viver virtualmente e que não gosta de arquitetos, pois acha que eles são os culpados por muitos problemas da sociedade atual. Mariana é, por outro lado, formada em arquitetura, porém nunca trabalhou muito com isso e leva a vida como vitrinista. Além disso, os dois personagens são fóbicos, tiveram problemas com relacionamentos e passam parte do tempo na frente do computador. Eles são dois personagens de fácil identificação, então por muitas vezes me peguei gostando muito dos diálogos, das cenas e das particularidades do filme.

Foto: pinterest.

A desconstrução de Mara Dyer, Michelle Hodkin

escrito por ♡ outubro 10, 2017
Título: A Desconstrução de Mara Dyer (Mara Dyer # 1)
Autora:  Michelle Hodkin
Editora: Galera Record
Número de páginas: 378
Ano de publicação: 2013
Para comprar: (R$ 23,90 - AMAZON)
CLASSIFICAÇÃO: 

Sinopse: Um grupo de amigos... Uma tábua Ouija... Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto... até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente perturbada de Mara. (Fonte: Skoob)

ENREDO

Em uma noite qualquer, as amigas Rachel, Claire e Mara decidem jogar com um tabuleiro ouija. Era aniversário de Rachel e Mara foi convencida a jogar. Enquanto Claire tenta convencer Mara a jogar, Rachel decide fazer a primeira pergunta, afinal era o seu dia especial. A primeira pergunta que ela faz é: Como vou morrer? A peça ziguezagueia pelo tabuleiro e forma a palavra: M-A-R-A.

Mara Dyer acorda seis meses depois sem saber nem lembrar de nada. Ela logo descobre por sua mãe que passou três dias desacordada por conta de um acidente, um desabamento. A mãe explica que Mara fora encontrada em um bolsão de ar, no meio dos destroços do prédio Tamerlane, o local onde ela, Jude (seu namorado), Rachel e Caire tinham ido visitar. Elas decidiram ir até esse prédio muito velho e abandonado. O lugar tinha a fama de ser assombrado e corriam as notícias de que um garoto, ao explorar o local, foi morto ao ser esmagado por uma das grandes portas. Aparentemente, as meninas e Jude resolveram ir até lá para se divertir, mas tudo acabou desabando. E a única sobrevivente foi Mara.

"Meu nome não é Mara Dyer, mas meu advogado disse que eu precisava escolher alguma coisa. Como pseudônimo. [...] Sei que ter um nome falso é estranho, mas confie em mim: é a coisa mais normal a respeito da minha vida no momento."